21 de maio de 2013

Transplante Carvalho

Este carvalho já me acompanha desde 2010, mas está a mostrar-se bastante difícil de criar uma estrutura de ramos que seja minimamente interessante. 

No início de 2013 reduzi-lhe bastante a altura para a tentar forçar a ramificar na madeira mais antiga. 

Esta árvore tem um longo caminho a percorrer até ser um bonsai, mas não queria aumentar-lhe as dimensões do vaso e  achei que usar um vaso de bonsai fazia sentido, quanto mais não fosse, para poder dar uso aos vasos de bonsai que tenho parados e alimentar-me o ego.

Por enquanto estou a deixar desenvolver todos os troncos que surgem das raízes, porque poderá sair algum mais interessante ou pode ser que a composição final do bonsai seja uma mini-floresta de carvalhos que saem todos da mesma árvore.

Ficam as fotos do processo:








Acidentalmente arranquei-lhe o único ramo que tinha rebentado do tronco principal. Foi um toque de nada, mas foi o suficiente para arrancar o ramo e passar o resto da tarde todo irritado comigo mesmo.. 

Quem disse que este passatempo relaxa? :)

Abraço,
Gonçalo

Sem comentários:

Enviar um comentário