11 de janeiro de 2010

Macieira

Esta é a minha macieira e foi plantada por volta de 23.Maio.09

Plantada a partir de uma semente, num copinho de iogurte com algodão juntamente com o caroço onde vinha, por achar que o caroço tem alguns nutrientes que podem ser importantes para o desenvolvimento desta. Não sei se estou certo ou não, mas resultou bem.

Deixei o copinho sempre com o algodão bastante húmido na marquise e, como calhou ser numa altura de bastante calor, aquilo parecia uma estufa quase todas as manhãs. Isso levou a que não tardasse sair da semente e a desenvolver um pouco.

Comprei então uma taça de bambu que gostei bastante, mas por não ser propriamente um vaso, tive de fazer 4 furos em baixo. Com cascalho tapei os furos.

Quanto à terra, usei uma mistura de akadama que comprei no iberbonsai, uma argila japonesa teoricamente muito boa, areia e terra adubada normal para plantas.

Como complementos, uso o biobonsai e o fertilbonsai, que comprei no site luso-bonsai.

Pelo final do Verão foi atacada por uns insectos (desconfio que eram pulgões) e por um pó branco que ouvi dizer ser um fungo que aparece com excesso de água. Infelizmente ainda não o consegui eliminar na totalidade, mas também ainda não fiz nada a não ser limpar as regiões afectadas.

De resto, falta só dizer que é uma macieira de guerra, principalmente porque a minha gata gosta de a podar... já lhe arrancou bocados de tronco, folhas, terra, etc.

Noutra ocasião, já caíu ao chão duma altura considerável e ficou com o vaso por cima, o que lhe partiu umas folhas e danificou um pouco o tronco.

Numa noite de princípio de inverno deixei-a na rua, sem querer, e foi uma desgraça. Caiu geada com força e foi a morte do que restava das folhas dela.
Como se não bastasse isso tudo, ela até estava a conseguir rebentar de novo por cima da ferida do tronco e a minha gata decidiu apanhá-la logo após eu ter posto um arame para endireitar o tronco e cortou-lhe o rebento.

Mais azar não podia ter, mas pode ser que ao menos ela consiga rebentar com mais força na primavera. Até agora provou ser um exemplo de resistência!

Com 4 meses















Com 9 meses. Pode-se ver o rebento que a gata decidiu podar
e, um pouco mais abaixo, a ferida no tronco
                  

















Sem comentários:

Enviar um comentário